Você sabe como despertar o interesse de seus alunos na sala de aula?

Olhando para o presente e para o futuro uma constatação é inevitável: como a forma de ensinar e aprender mudou de lá pra cá, não é mesmo?

Alguns dias atrás fui tomada pelo saudosismo relembrando a época de escola. Lá nas décadas de 80 e 90 tive a oportunidade de estudar em um excelente colégio na cidade onde nasci. O espaço era amplo e rodeado de muito verde, as turmas eram formadas com  poucos alunos e  as professoras sempre muito dedicadas e atenciosas.

Mas sabe o que me surpreendeu?  Em nenhum momento me lembro do uso de tecnologia como ponto importante, tudo se resumia ao giz, ao antigo quadro negro e as aulas quase sempre eram expositivas.

 

Mudanças

As novas gerações trouxeram para as escolas a necessidade de mudar, de inovar e um dos principais temas quando se discute inovação na educação é a tecnologia. É praticamente impossível imaginar uma boa escola que não faça o uso de metodologias ativas de ensino e que não tenha a tecnologia como aliada no aprendizado.

Muitas já se preocupam em buscar soluções que contribuam para a formação do pensamento critico, que estimulem a integração, a participação e que sejam aliadas no desenvolvimento de um aluno com mais discernimento e capacidade de raciocínio.

E não é preciso muito para começar essa inovação. Um dos primeiros passos que as escolas costumam dar é utilizar um projetor multimídia nas salas, mas você deve estar pensando “Projetor Multimídia não é mais novidade” e tem razão, tudo dependerá do tipo de equipamento escolhido e da maneira que este será utilizado, afinal nenhum recurso tecnológico substitui o professor.

As crianças, cada vez mais cedo, começam a utilizar tablets e smartphones para acesso a internet e é pouco provável que fiquem atentas e mantenham o interesse em uma aula completamente expositiva como as do meu tempo.

 

Mas e se a lousa fosse um lugar mais familiar?

Projetores interativos como o modelo MW864UST da BenQ criam na lousa um tablet de 100 polegadas. Com ele é possível transformar a experiência de ir à lousa em algo muito mais interessante e mais próximo do que os alunos estão acostumados fora da escola, tornando o aprendizado mais colaborativo e incentivando a participação de todos os alunos.

 

Interatividade na aula

Outro ponto essencial é a facilidade no uso da ferramenta, os professores podem adaptar o conteúdo pedagógico que já utilizam e ter acesso à área de trabalho de seu desktop ou notebook a qualquer momento, diretamente na lousa, sem perder a atenção da turma.

O projetor reconhece até quatro toques simultâneos podendo ser utilizado com um kit de canetas de tecnologia ativa ou no modo Finger Touch, o menu da lousa interativa é flutuante para facilitar a circulação do professor e sua interface é amigável e intuitiva.

  

Viu como a solução adequada pode fazer toda a diferença em sala de aula?

O importante é dar os primeiros passos em direção a essa nova forma de ensinar, na qual o professor, mais do que nunca, assume um papel de mediador do conhecimento e a interação e participação dos alunos se torna ainda mais essencial.

A tecnologia está em todos os lugares e faz parte das nossas vidas. Ela influencia na forma como nos relacionamos e especialmente na forma como aprendemos, não é mais possível evitá-la ou tentar manter modelos ultrapassados de ensino. Então o importante é adaptar-se e obter o melhor dela!

Publicações relacionadas