Como escolher um teclado gamer?

esports Impetus 24-07-2018

Para determinar qual o teclado ideal para sua jogatina, é importante ter em mente os seguintes critérios de avaliação: tempo de resposta rápido, não transmitir double-click (clique duplo), sistema anti-ghosting (para não travar quando muitas teclas são apertadas simultaneamente), plug&play (não é necessário instalar drivers) e total resistência.

Com a popularização do e-sports e o aumento de entusiastas dos jogos de FPS, a exigência do público com os equipamentos periféricos também aumenta. Além dos teclados, os mouses e mousepads também possuem variações, por exemplo, a escolha do mouse deve ser feita de acordo com a “pegada” do jogador, pois ele deve se sentir confortável para headshots, e contar com a precisão de um ótimo sensor. Já o mousepad varia de acordo com a personalidade do player, existem modelos speed e control, para quem prefere melhor velocidade ou mais controle.

 Encontramos teclados denominados gamers com três tipos de sistemas distintos:

1. Membrana

O sistema de membrana é utilizado em teclados convencionais, e ao digitar uma letra a pressão faz com que três membranas de silicone e borracha encostem umas nas outras, fechando um circuito e enviando o sinal ao computador, com isso as camadas formam um tecido que passa por baixo de todas as teclas ao mesmo tempo, resultando em constantes erros de comando durante o jogo, por isso não é recomendado para players.

 

2. Mecânico

Os aclamados teclados gamer mecânicos são os mais populares da categoria, possuem em cada tecla um conjunto de interruptor e mola próprio para enviar o sinal, resultando em uma resposta mais clara ao movimento do jogador e ação em jogo, minimizando erros e proporcionando maior durabilidade quando comparado com os modelos convencionais. A qualidade do teclado mecânico está diretamente ligada ao modelo do switch que as teclas possuem, podendo ser Cherry MX Black, Red, Brown, Blue, Green e Clear. Esses mecanismos se diferenciam, basicamente, pela resistência da mola, sendo o modelo Black o mais suave e o Clear o mais duro.

 

3. Óptico

Já o teclado óptico é a evolução do mecânico e se diferencia por utilizar luz para resposta aos cliques, pois transmite os comandos por laser. No entanto, mesmo possuindo componentes mecânicos, o tempo de resposta e o desgaste são pontos que não causam preocupação aos usuários. Atualmente existem dois modelos de switches ópticos: A4tech (Light Strike "LK") e Adomax (Flaretech).

  • Os switches LK têm um feixe de luz infravermelha horizontal que atravessa o interior do eixo do interruptor. A haste do switch bloqueia o feixe de luz, mas quando você pressiona uma tecla, você empurra a haste para baixo, permitindo que a luz faça uma conexão através do eixo e ative o comando.
  • Os switches Flaretech usam um sensor e uma luz para ler a posição da tecla pressionada a partir de um interruptor comum que usa a condutividade para ativar a resposta, com isso é possível ter diferentes valores a partir de um único pressionamento de tecla. Uma outra vantagem é que os switches não precisam ser soldados, portanto não há chances de quebrar e podem ser removidos facilmente para manutenção.

 

Levando em conta todas as tecnologias disponíveis e principalmente a melhor experiência e performance dos pro players, a ZOWIE desenvolveu o teclado óptico Celeritas II, - que em latim significa velocidade - com rapidez no tempo de resposta para atender ao padrão exigido nos e-Sports, com distância ideal de ativação, toque de tecla consistente, melhor durabilidadepraticidade - plug&play, e teclas retroiluminadas em vermelho com brilho ajustável, reduzindo a distração do jogador nos momentos mais decisivos da partida, permitindo desfrutar da performance profissional em qualquer local.

Publicações relacionadas